Pages

13 de março de 2011

Francesinha Colorida

Da mesma forma que os esmaltes com cores vibrantes quebraram a monotonia dos clarinhos, a nova moda das francesinhas coloridas promete derrubar um reinado de séculos da tradiconal pontinha branca. Desde que Yves Saint Laurent lançou a coleção “Rock et Baroque”, que vende
esmaltes em pares, só se fala nisso.


Surgida no século XVIII na França, a francesinha foi uma das primeiras técnicas de manicure existentes. Há versões de que foram as prostitutas que a populariazaram por volta de 1920 para esconder a sujeira das unhas. Mas foi nos anos 70 que a francesinha se tornou mundialmente conhecida quando um maquiador de Hollywood a descobriu durante uma viagem a Paris e começou a pintar a unhas de famosas com a pontinha branca. Desde então, nunca mais saiu de moda.



Mas depois de tantos anos da mesma coisa, um pouco de ousadia não vai nada mal, não é mesmo? Um badalado salão de São Paulo especializado em unhas já chama a francesinha colorida de inglesinha. A explicação é que novidade está mais inspirada no estilo moderno das mulheres londrinas do que no clássico das vizinhas.
Nomenclatura à parte, para entrar na nova onda, basta usar a criatividade. Praticamente qualquer combinação de cor é impossível. Quem prefere não arriscar muito pode apostar nos tons mais neutros ou no elegante "chanel" preto com dourado (o contrário também vale!).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário no Mundo Bicho Grilo!
Acione o botão "Notifique-me" para você receber a mensagem com a minha resposta!